Como otimizar a governança de custos da nuvem? Entenda aqui!

Governança de custos: imagem mostra símbolo de moeda em uma tela virtual.

Compartilhe

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter

Em um primeiro momento, pode parecer alto o investimento para migrar todos os processos do seu negócio para a nuvem. Contudo, o valor investido pode ser compensado rapidamente quando a mudança é acompanhada por um trabalho contínuo de governança de custos.

Ao pensar a longo prazo, os investimentos de cloud computing contribuem para um excelente ROI. Isso acontece devido ao custo baseado em consumo e as facilidades em mover o máximo de cargas de trabalho em projetos muito bem planejados.

O que é a governança de custos da nuvem?

É a prática de usar recursos da nuvem para controlar e gerenciar custos corporativos de operações conectadas. Engloba estratégias para economizar na implementação e manutenção de cloud computing.

A leitura especializada mostra que otimização da chefia de dispêndios é uma realidade com tecnologias analíticas conectadas para auxiliar processos decisórios. Os softwares com IA podem analisar recursos na nuvem como:

  • controle financeiro;
  • finanças;
  • lucratividade;
  • preços;
  • tecnologias operacionais.

Como a nuvem ajuda na redução dos custos administrativos?

Com ferramentas de gestão online, líderes têm acesso mais flexíveis ao panorama produtivo geral, inclusive da consumação de cada operação na nuvem.

O gerenciamento da infraestrutura de TI pode ser 100% digitalizado com computação em nuvem, pilar da transformação digital. O cloud computing permite que um negócio não perca dinheiro ou tempo de trabalho por possuir:

  • atualizações;
  • downloads;
  • espaços para servidores locais, racks, cabos e UPS;
  • instalações;
  • licenciamento de softwares;
  • manutenção corretiva e preventiva de servidores ou nobreaks avançados;
  • servidores locais;
  • upgrades constantes.

Quais os benefícios em otimizar a governança de custos da nuvem?

Com cloud computing, a governança de custos pode automatizar tarefas gerenciais, inclusive ao corte para gastos da nuvem. Assim, os gerentes têm mais tempo na finalidade de concentrar a atenção em outras prioridades.

Descubra quais são as 5 vantagens em otimizar gestão de despesas da nuvem corporativa:

1 — Produtividade

A mobilidade é um dos lados positivos da governança de gastos com computação em nuvem. Usando qualquer dispositivo é possível acessar sistemas, independente do local. Existe apenas a necessidade de possuir internet para trabalhar.

Com essa mobilização técnica, não só o trabalho colaborativo é otimizado tendo menos desperdícios, como também as respostas às solicitações para cortar despesas.

2 — BYOD

Otimize a governança de custos com nuvem ao estimular ações de BYOD (Bring Your Own Device). 

Esse conceito incentiva que funcionários usem os próprios aparelhos pessoais para desenvolver serviços na nuvem, reduzindo a necessidade corporativa de adquirir aparelhos.

3 — Escalabilidade

Na nuvem a administração paga o que utilizar somente, trabalhando com bastante sazonalidade. Por outro lado, as empresas mais locais quitam a manutenção de servidores ociosos que não geram retorno financeiro e consomem recursos à toa.

4 — Automaticidade

As ferramentas de gestão englobam automatização de nuvem, redes e processos que envolvem gestão.

Programas analíticos que analisam rápido milhões de dados podem mostrar tendências produtivas. Desse modo os administradores têm menos trabalho para identificar gargalos, lentidão e motivos para retrabalhos.

Diversos processos manuais da TI administrativa são automatizados com cloud computing facilmente:

  • atualização de programas;
  • backups na nuvem;
  • identificação de erros nos códigos-fonte;
  • instalação de patches;
  • monitoração de redes;
  • varreduras de segurança.

5 — Monitoração

Com a governança de custos na nuvem em tempo real dá para monitorar o acompanhamento dos investimentos, antes que eles se tornem um problema crítico.

A alocação estratégica das aplicações financeiras e o maior respaldo para tomada de decisão são outros pontos positivos da governança com cloud computer.

Afinal, como otimizar a governança de custos da nuvem?

A governança de custos não é exclusiva para gastos de TI. Essa prática administrativa impacta as estratégias no intuito de inovar, melhorar a produtividade, conter os riscos e insumos.

Entenda as 4 etapas fundamentais para aperfeiçoar a governança de custos da cloud computing:

1 — Ter a visibilidade do projeto

Para garantir a transparência, todas as operações referentes ao projeto devem ter plena visibilidade. Isso inclui a manutenção das unidades de uma instituição.

Com a visão sobre o panorama geral, o gerente pode entender dispêndios únicos, permanentes e contínuos da nuvem. Os conflitos de escolhas para implementar uma estratégia são resolvidos sem dificuldades, desde que exista a total visibilidade de dispêndios.

Essa fase da governança de custos envolve os detalhes financeiros no ciclo de vida do plano, auxiliando para estabelecer a retroação constante baseada em benchmarking.

Com base em dados visíveis, um gestor analisa fornecedores para evitar aumentos de despesas e compara os valores a outros planejamentos.

2 — Encontrar gaps para alocar melhor os investimentos de dinheiro e tempo

A tecnologia é protagonista no ambiente corporativo, graças à computação de nuvem e aos sistemas personalizados que auxiliam para identificar e prevenir gaps operacionais.

A governança dos custos deve garantir uma postura ativa da companhia em solucionar as falhas na prestação de serviços. Focar as aplicações na resolução de gaps do projeto é válido para evitar perda de competitividade.

Há 4 tipos de gaps que podem ser encontrados:

  1. Competência: ocorrem se a organização emprega um time incompetente para prestar o serviço principal. Saber montar uma equipe de qualidade com a baixa oferta de candidatos capacitados está entre os grandes desafios do mercado de TI.
  2. Comunicação: a decorrência resulta em lentidão produtiva e atraso na entrega dentro dos prazos corretos. Algumas soluções techs facilitam a comunicação e o alinhamento entre os staffs.
  3. Conhecimento: a falta de treinamento e reciclagem resulta na redução da capacidade em encontrar chances para investir, com altas chances de lucratividade.
  4. Entrega: está entre os gaps mais comuns. Consiste em um grupo de trabalho e tecnologias com costume de entregar resultados fora do deadline.

Também existem os gaps produtivos, identificados com análise de gráficos da produção que mostram a nuvem. Ao perceber a interrupção operacional, o gestor encontra as causas e corrige em tempo hábil.

3 — Acompanhar a evolução do projeto com governança de custos

Com a nuvem tenha controle sobre métricas de produção e outros indicadores. Dessa forma há menos lentidão para identificar demandas ou falhas nos processos operacionais, melhorando o desempenho.

O gerenciamento de riscos dentro da governança de custos é fundamental para um total comando de vulnerabilidades técnicas. Ele avalia a segurança de dados e funciona para subsidiar planos de contingência de recuperação ou serviços críticos.

Impulsionado pela governabilidade, um time de TI pode avaliar melhor a disposição de recursos e as formas de utilização, primando por um uso consciente.

4 — Contar com uma consultoria especializada para sustentar a execução da tarefa

Com uma empresa especialista como a SGA, a corporação tem à disposição um grupo dedicado de consultores que unem esforços para planejar e otimizar a governança de despesas da nuvem.

A SGA atua em conjunto com a TI do cliente e foca em resultados com soluções diferenciadas para a gestão de despesas na nuvem. Um bom exemplo é a criação do Painel para Governança de Custos, recurso que fornece dashboards exclusivos para a empresa acompanhar operações de forma otimizada. 

Com parceiros como a poderosa Microsoft, a SGA é a primeira empresa brasileira a oferecer soluções em gestão de nuvem, 100% focada no Azure, e está preparada para ultrapassar os desafios da tecnologia corporativa do século XXI.

A organização conta com um extenso portfólio na prestação de serviços para áreas como: agronegócio, indústria, mineração, serviços e varejo.

Acesse o site da SGA e descubra como a governança de custos da nuvem pode ser otimizada.

Armindo Sgorlon

Armindo Sgorlon

CEO SGA TI em Nuvem

Inscreva-se em nossa newsletter!

Acesse em primeira mão, nossos principais posts e conteúdo no seu e-mail.

Posts Recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate

Logística

Gestão de depósitos e silos

Posição física e financeira, em tempo real, de todo o estoque de grãos.

Análises por grãos, clientes, moedas e unidades de recebimento.  

Otimização da logística interna.  

Melhor eficiência administrativa do silo e armazém.

Soluções

Roteirização Inteligente

Evite a perda de produtos ocasionada pelo acondicionamento incorreto em transportes de longas distâncias.

Defina a rota mais viável

Conte com assistência de recomendação das melhores rotas de contorno para o condutor.

Previsão de demanda

Simule cenários de produção, antecipa a demanda produtiva e realize ajustes na operação com base em insights extraídos dos dados.

Automação de processos

Reduzo riscos e aumente a produtividade automatizando fluxos de automação de processos que demandam pouco ou nenhuma tomada de decisão.

SGA Bot

Conte com informações detalhadas da operação na palma de suas mãos por meio de um assistente inteligente.

Interessado?